fbpx

O Mundo masculino também sabe costurar!

A costura é uma atividade “historicamente” e culturalmente considerada como uma prática feminina, mesmo com as mulheres nunca tendo apresentado nenhuma predisposição particular para a atividade.

Muitos pesquisadores trabalham para entender a relação de gênero que existe entre estas duas partes. Exemplo disso no Brasil é o texto publicado por Frasquete e Simili intitulado “A moda e as mulheres: as práticas de costura e o trabalho feminino no Brasil nos anos 1950 e 1960”. 

A partir da análise de publicações da época destinadas ao sexo feminino, tais como “O Jornal das Moças” (periódico com orientações sobre moda, costura, casa, etc.) e o “Método Vogue” (curso de corte e costura distribuído pelos Correios), as pesquisadoras objetivam “compreender as concepções que nesse período relacionaram o ensino do corte e costura às mulheres“, explorando “o corte e costura associado à imagem feminina, sua difusão midiática e sua contribuição para a educação e para o trabalho feminino profissional e doméstico.”

O cenário atual é bem diferente daquele de algumas décadas atrás: a costura tornou-se muito mais jovem e nunca houve tanto interesse em se costurar, bordar ou fazer roupas (na tendência do famoso DIY (Do It Yourself): faça você mesmo).

Hoje em dia, a costura também é cada vez mais praticada pelos homens.

A disciplina tornou-se mais aberta e democrática, um pouco como cozinhar.